VAGAS LIMITADAS!

Retenção de técnicas

Como praticante de Jiu-Jítsu, percebi ao longo desses anos que cada professor tem um método específico de ensino: uns recomendam que seja realizada 10 vezes a posição primeiro para um lado (Ex: direito) e depois para outro lado, enquanto que outros recomendam que a posição seja repetida muito mais que isso. Alguns recomendam que a mesma posição seja treinada e repetida exaustivamente por uma semana enquanto outros recomendam de 2 a 3 posições por semana. Afinal, qual seria o melhor método para retenção de técnicas pelos lutadores?

Em primeiro lugar, a aprendizagem deve evoluir de técnicas mais simples para mais avançadas. Afinal, para o atleta dominar com plenitude técnicas complexas, deve ter domínio prévio das técnicas mais simples. Para melhor aprendizagem, as sessões de aprendizagem não devem ser longas. O ideal é que sejam concisas (curtas e com poucas palavras, resumida). Aprendida a posição, deve ser praticada com repetições para que sejam bem assimiladas. Aqui, neste ponto, começa a atualização dos treinadores de atletas de modalidades de combate.

Existe referência indicando que a realização de mais do que 10 repetições de uma tarefa em uma sessão não resultou em qualquer aumento de retenção. Além disso, realizar apenas uma sessão de aprendizagem para uma nova técnica resulta em muito pouca fixação dela no cérebro por longo período. Um método que tem demonstrado bons resultados é a realização de 7 a 10 repetições de uma determinada técnica em uma sessão. E, em seguida, efetuar, pelo menos nove sessões de revisão durante vários dias ou semanas. Problema comum observado costumeiramente é que os atletas ficam entediados com elevado número de repetições necessárias para assimilar as técnicas adequadamente. Isso é prejudicial para a manutenção/revisão, pois o processo de aprendizagem é seriamente prejudicado quando não se concentram.

Disfarçar as repetições durante os treinos, combinações e jogos é uma forma muito prática que poderá auxiliar o técnico a contornar esse problema. Outra estratégia simples para lutadores, é a repetição das técnicas quantas vezes forem necessárias até que a "presença" de tédio seja notada. A gravação do número de repetições já realizadas em um diário (para controle) e, em seguida, repetir o processo em outra sessão de formação será útil até concluir o processo. Ao utilizar essa estratégia será possível determinar o quanto a técnica deve ter sido assimilada, baseando-se no número de repetições já realizadas. Um mínimo de 60 repetições por um período de 2 anos é o suficiente para o máximo de retenção.Tenha em mente que este número é para a aprendizagem e retenção de uma técnica nova. Não é o ideal para o refinamento dela no nível máximo exigido dentre as principais competições de Jiu-Jítsu, Mixed Martial Arts e Submission. Nesse estágio, é exigido o refinamento dos diferentes atributos necessários para um desempenho ideal da técnica, tais como: velocidade, tempo (ou velocidade) de reação, equilíbrio, conectividade com o próximo golpe, variação, adaptação, correções em equilíbrio, preparação para a reação ao movimento do adversário, etc.

Depois que um bom nível de eficácia é obtido,tente usar a técnica em condições controladas (simulação de combate) como sparring (MMA) ou "rola" (Jiu-Jítsu). À medida que a eficácia técnica aumenta, deve-se começar a evoluir de adversários (companheiros de treino) menos experientes até adversários de níveis mais elevados.

Quer aprender mais??? Clique Aqui

Leandro Paiva

Referência: Aitken, G. Mixed Martial Arts Fighting, Brazillian Jiu Jitsu And Muay Thai Fighting Training Tips For Repetitions. Disponível em:www.articlesnatch.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...