VAGAS LIMITADAS!

Lutadores são mais atraentes para as mulheres?

Ricardo Arona.

Um estudo polêmico foi publicado recentemente, alertando para o fato de que ser lutador aumenta o prestígio do indivíduo e, consequentemente, atrai mais o sexo oposto. Para afirmar isso, os pequisadores estudaram lutadores africanos, pois sofriam menos interferências externas competitivas que poderiam influenciar a escolha feminina. Além disso, havia a possibilidade de correlacionar esse fato com o número de mulheres e filhos, pois no país onde realizaram a pesquisa, o indivíduo podia ser casado com quantas mulheres conquistasse (poligamia).

Poligamia: Casamento na África do Sul



Em outros estudos, foi verificado que homens mais ricos são mais propensos a ser poligâmicos e ter mais filhos. A importância do status sócio-econômico para o acesso aos companheiros já foi observado em muitas sociedades tradicionais e industrializadas. No entanto, esse estudo foi o primeiro a mostrar que lutadores tinham muito mais filhos do que outros homens. Os pesquisadores observaram também, que há uma correlação positiva em ser atleta de modalidade de combate e possuir melhor aptidão física e estética, com efeitos diretos sobre o sucesso reprodutivo. Também verificaram que a proporção de lutadores, em geral, na população masculina era baixa. Atribuíram esse fato ao alto custo envolvido para tornar-se atleta de elite: investimento de tempo, dinheiro e saúde. Além disso, há também um custo social relevante (por exemplo, o da derrota).


Concluíram o estudo afirmando que a prática de lutas poderia representar um sinal de qualidade utilizado pelas fêmeas (ou seus pais) ao escolher seus parceiros de acasalamento. A via biológica ou social responsável por esses padrões de acasalamento ainda precisa ser melhor explicada. Havia um efeito adicional de prestígio pelo fato de ser lutador, facilitando o acesso às amizades e às mulheres. O número de mulheres pareceu ser o principal fator que leva a um aumento do número de crianças, sugerindo que o "prestígio" poderia fornecer um maior acesso às parceiras reprodutivas. O elevado número de crianças descendendo diretamente dos lutadores, foi em função principalmente do maior número de esposas quando comparados a indivíduos relacionados a outras atividades profissionais. Além disso, os resultados das entrevistas das mulheres daquele país revelou que, em suas preferências, a capacidade de luta e riqueza eram critérios importantes para a escolha do marido. Outra possível explicação apresentada pelos pesquisadores para o sucesso no acasalamento pelo fato de ser lutador, é que a seleção pode não estar agindo por meio de escolhas femininas, mas sim pela competição entre os machos: o prestígio adquirido pelos lutadores pode dissuadir outros homens de concorrer pela mesma fêmea.

Leandro Paiva

Referência: V. LLAURENS, M. RAYMOND & C. FAURIE. Ritual fights and male reproductive success in a human population. Journal of Evolutionary Biology, v.22, n.9, p.1854-1859, 2009.

Quer descobrir mais curiosidades sobre lutadores, respaldadas por estudos científicos? Se a resposta for sim, clique AQUI

Informação importante: Amigos leitores, em função de minha sobrecarga de trabalho, este blog não é atualizado diariamente e, sim, semanalmente. Portanto, adicione aos seus favoritos e acompanhe diariamente que, em algum dia da semana será atualizado. Prazo máximo para nova postagem (atualização): 7 dias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...