VAGAS LIMITADAS!

Somente a preparação física garante maior potência nos golpes?

Rodrigo Minotauro.

Há o mito por parte dos atletas de modalidades de combate e lutas de que o preparo físico seja o diferencial no alto rendimento. Em artigo anterior, informamos que, pelo menos no caso do Jiu-Jítsu, essa afirmação pode não condizer com os achados de pesquisas.

Além disso, foi observado em estudo (Neto et al., 2008) que o aperfeiçoamento da execução da técnica é fundamental para a eficiência do gesto esportivo. Nele, foi comparada a eficiência do soco entre novatos e experientes. Foi verificado que a potência muscular correlacionava-se com a potência de impacto do golpe no grupo de praticantes experientes, mas não nos novatos. Esse resultado sugeriu a necessidade de aprimoramento técnico para transferência da força muscular em potência do golpe. Em suma, pode ser que seja muito mais significativo quando se realiza o trabalho de preparo físico com as técnicas já dominadas e realizadas eficientemente pelo atleta, em função da eficácia biomecânica, gerando, consequentemente, economia de energia.


Leandro Paiva

Referência: Neto, O.; Magini, M.; Saba, M.; Pacheco, M. Comparison of force, power, and striking efficiency for a Kung Fu strike performed by novice and experienced practitioners: preliminary analysis. Perceptual & Motor Skills, v.106, n.1, p.188-96, 2008.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...