VAGAS LIMITADAS!

Jiu-Jitsu: flexibilidade do quadril

Royce Gracie.Alinhar ao centro

No Jiu-Jítsu, a valência física denominada de flexibilidade é facilitadora ou limitante do desempenho. Diversos atletas campeões expoentes do esporte como Rickson Gracie, Omar Salum, Ricardo Arona, Paulão Filho e Carlos Vieira Holanda "Esquisito", foram unânimes em declarações prévias conferindo grande relevância à flexibilidade do quadril, ou melhor, da articulação do quadril.

A origem da flexibilidade, como método de treinamento, é desconhecida. Contudo, especula-se que os antigos gregos usaram algum tipo de treinamento de flexibilidade, que possibilitava a realização de acrobacias e lutas com grande facilidade.

No Jiu-Jítsu a flexibilidade é bastante solicitada em diversas articulações, dependendo do posicionamento da luta em que os atletas se encontram (interação atleta-adversário). A articulação do quadril é uma das mais solicitadas, pois quando um atleta encontra-se aplicando técnica de inversão ou de raspagem, realiza nesse gesto uma flexão de quadril com extensão de joelhos simultâneos, gerando encurtamento do reto da coxa em ambas extremidades.

Existem diversas evidências sobre o treinamento de flexibilidade e seus resultados, em diferentes modalidades, de acordo com suas exigências específicas. Baseados nessa premissa, em estudo bem recente, os autores avaliaram o nível de flexibilidade da articulação do quadril de lutadores de Jiu-Jítsu, para verificar se eles estavam acima ou abaixo da média da população não atleta.

Foram selecionados aleatoriamente, 20 atletas, de diferentes categorias e faixas. Foi aplicado o teste de “Sentar-e-alcançar”, que objetiva medir a flexibilidade do quadril, dorso e músculos posteriores dos membros inferiores.

Apesar de alguns atletas apresentarem índices acima da população não atleta, quando quantificaram o grupo por inteiro, foi verificada média de 33,53 cm de flexibilidade, o que classifica o grupo como similar à média da população não atleta.

Ressaltamos que uma das principais limitações desse estudo foi o fato de não estudarem os atletas de elite e "superelite" dessa modalidade. No livro Pronto Pra Guerra, observamos valores médios superiores aos encontrados no referido estudo. Nesse caso, todos os lutadores selecionados eram atletas de elite.

Os autores do estudo explicitado neste artigo, concluíram exaltando que o treino de flexibilidade tem muita importância nas lutas; entretanto, exercícios de alongamento com a finalidade de aumentar os índices de flexibilidade devem seguir a especificidade respeitando as características individuais e biológicas de cada um, assim preparando as articulações e seus fatores limitantes, músculos, tendões e ligamentos para atingir os seus últimos graus de amplitude de movimento, quando solicitados no gesto esportivo em particular.

Leandro Paiva

Referência:

Pertence, L. et al. A flexibilidade da articulação do quadril em atletas que praticam Jiu-Jitsu. Revista digital EFDeportes, Año 14, Nº 139, Diciembre de 2009.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...