VAGAS LIMITADAS!

Incidência de lesões no MMA brasileiro


Em outro artigo neste Blog havia abordado sobre a incidência de lesões no MMA. Entretanto, a pesquisa ressaltava os atletas competidores do evento norte-americano UFC. Dias depois, recebi e-mail de um leitor me questionando com a seguinte pergunta: será que no Brasil, ou melhor, nos eventos brasileiros de MMA, os dados verificados seriam os mesmos?

Para elucidar essa questão, divulgo adiante os resultados de um estudo recém publicado, realizado pelo fisioterapeuta Rafael Freire. Nele, foi verificada a incidência de lesões ocorridas no evento Brasil Fight MMA.

O evento aconteceu no dia 13 de março de 2010, em Belo Horizonte. Reuniu 17 lutadores profissionais de MMA brasileiros e um lutador profissional americano. Destes, 10 lutadores, representando aproximadamente 60%, sofreram lesões que necessitaram de atendimento fisioterápico imediato após o término das lutas.

Foram diagnosticadas um total de 17 lesões importantes, uma média de 1,7 por lutador. Dessas, 52,94% foram contusões, 17,64% cortes, 11,76% entorses e 11,76% estiramentos.

No Brasil Fight MMA, a articulação do tornozelo foi o segmento corporal mais lesionado, representando aproximadamente 30% das lesões. A articulação do joelho, coxa e face ficaram logo atrás, representando 12% cada. Lesões de tórax, braço, cotovelo, mão, perna e nariz representaram 6% cada.

Quanto ao mecanismo de lesão, 53% ocorreram em razão de golpe do lutador adversário, sendo 62,5% chutes e 37,5% socos. 47% das lesões ocorreram em função de golpe do próprio lutador, sendo 44,44% chutes, 33,33% socos, chave de perna e queda 11,11% cada.

O atendimento fisioterápico imediato foi realizado de acordo com cada lesão. A crioterapia (gelo) foi a conduta mais utilizada, com objetivo de reduzir a dor e edema. Bandagens funcionais também foram muito utilizadas, para estabilizar as articulações lesionadas.


Leandro Paiva


Referência: Freire, R. Incidência de lesões no Brasil Fight MMA. Tatame (Informa), 13 de abril de 2010.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...