VAGAS LIMITADAS!

Jiu-Jitsu: Testando a Força de Pegada

Omar Salum - Figura 1.


Omar Salum - Figura 2.



Apesar de ser correto afirmar que os resultados de uma luta não são explicados somente pela força ou resistência de "pegada" (preensão manual no quimono do adversário), sabemos que o domínio do adversário por meio dela é fundamental. De modo geral, nos testes realizados para verificar a força máxima e a resistência de força em preensões manuais de lutadores, é utilizado um aparelho denominado de dinamômetro manual (veja imagem abaixo).


Dinamômetro Manual


No entanto, atualmente, procurando facilitar a aplicação de testes com boa reprodutibilidade, diversos estudiosos tem proposto testes alternativos utilizando-se o quimono (ou Judogi). Em estudos prévios realizados com lutadores, observou-se que podem ser utilizados para avaliar parâmetros de força isométrica, dinâmica e força de resistência da pegada dos atletas decorrente de treinamento técnico-tático e/ou de preparação física.


Desse modo, facilmente será possível verificar se houve decréscimo ou elevação dos parâmetros avaliados após semanas (mesociclos) ou meses de treinamento (macrociclos). Assim, baseado nos resultados, o técnico e/ou preparador físico poderá modificar a tempo (caso haja diminuição nos parâmetros desejáveis) os exercícios, metodologias e planejamento, para continuar desenvolvendo e melhorando a "pegada" dos atletas.


Teste de Resistência de Força Isométrica e Dinâmica na Barra para Atletas de Jiu-Jítsu, utilizando Quimono (ou Judogi)


Materiais necessários: barra, quimono (wagi - paletó ou parte superior do uniforme) e cronômetro

1) Teste de suspenção na barra com quimono (figura 2) - cronometrar o tempo que o atleta permanece nesta posição. Realizar o teste 3 vezes, com intervalo de 15 minutos entre cada suspenção. Somar o resultado dos 3 testes e dividir por 3 para constatar o valor médio final nesse teste;

2) Teste de repetições na barra com quimono (figuras 1 e 2) - contabilizar o número máximo de repetições. Realizar o teste 2 vezes, com intervalo de 24 horas entre cada teste. Não realizar nenhum exercício antes de proceder o teste. Somar o resultado dos 2 testes e dividir por 2 para constatar o valor médio final nesse teste.

Salientamos que, em estudo realizando testes parecidos com atletas de Judô, verificou-se no primeiro teste, média de 37 segundos e, no segundo, média de 7 repetições. Os atletas tinham 19,8 anos; 10,7 anos de prática e massa corporal de 79,8kg (valores médios).


Leandro Paiva


Referência: Franchini, E. et al. Teste de resistência de força isométrica e dinâmica na barra com o judogi. In: III Congreso de la Asociación Española de Ciencias del Deporte, 2004, Valencia.


Obs: Quer aprender mais e ter acesso a informações diferenciadas como essa? Oportunidade única! Participe do I Simpósio Nacional de Lutas, Artes Marciais e Modalidades de Combate + Curso "Pronto Pra Guerra" e receba dois certificados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...