VAGAS LIMITADAS!

Diretor de TV fala sobre o UFC no Brasil

Terence Paiva, da Rede TV!, afirma que em 2011 maior campeonato de MMA do mundo voltará para o Brasil e que há a possibilidade de reality show da organização seja feito por aqui.



De olho no grande crescimento da popularidade do MMA, a Rede TV! estuda mudanças no jeito de tratar o mundo das lutas. Com bons números de audiência, como define o diretor de esportes da emissora, Terence Paiva, o canal se esforçará a partir de agora para reforçar o lado esportivo das lutas.

Com preconceito por parte do público por causa, principalmente, dos velhos tempos de vale-tudo, o MMA já é mania nos Estados Unidos. É o esporte número 1 entre os homens de até 30 anos e não para de crescer. E para que a mania consiga chegar com toda força também no Brasil, a Rede TV! tentará mostrar toda a preparação de um atleta e mostrar que quem “luta não briga”, como diz Terence, usando, principalmente, o programa UFC Sem Limites, que vai ao ar às 23h45 todos os sábados.

Além disso, a Rede TV! tentará ser uma das parceiras do UFC, maior campeonato da modalidade, para trazer o reality show para o Brasil. Além disso, Terence confirma: teremos UFC em 2011 no Brasil.

Confira a entrevista completa com Terence Paiva:

Como está o UFC na Rede TV!? Como vai a audiência?
Terence Paiva – Alcançamos alguns momentos bacanas na emissora. E são números que crescem um pouco, mas varia um pouco de acordo com o mês, de acordo com o sábado. Televisão muda muito de acordo com cada detalhe. Mas nunca temos um share menor de 4%, o que é muito bom para nós.

O MMA não para de crescer no mundo e no Brasil também. Mas ainda falta um pouco para que o esporte tenha reconhecimento. Por quê?
Terence – Eu tenho a opinião de quanto mais exposição do esporte melhor para todo mundo. Precisamos de todos juntos, todos os canais. O esporte em evidência aumenta um pouco da audiência e do reconhecimento de todo mundo. Agora, a Rede TV! está tentando ajudar tirando o sentido da violência do esporte, que é o que mais atrapalha na imagem.

E como fazer isso?
Terence – O nosso canal está tentando fazer campanhas para melhorar isso. Estamos tomando cuidado para não falar algumas expressões erradas e reforçando a ideia de que quem luta não briga. Vamos mostrar o lado de preparação dos atletas, para mostrar o lado esportivo do MMA. Além disso, daremos notícias de luta durante a nossa programação inteira, para marcar o público.

Algo semelhante com o trabalho feito nos Estados Unidos.
Terence – O Brasil vai começar a adotar muito dos passes dos Estados Unidos. Eles fazem um movimento para tirar a violência das lutas desde os anos 1990. Eles estão agora 15 anos à frente da gente. Desde quando começaram a fazer as regras da luta, dividir por pesos, provar que tem organização.

E aproveitando isso de aumentar a exposição do MMA, vocês não estudam transmitir eventos nacionais?
Terence – Na verdade, a gente não pode. O acordo com o UFC não permite que mostremos outro campeonato de luta. Mas para driblar isso é criar alguma coisa aqui, algo como uma seletiva para o UFC. Aí poderíamos transmitir.

Daí vem a ideia de trazer o TUF para o Brasil?
Terence – Quando fizemos o acordo com o UFC, eles já queriam que a gente transmitisse o TUF. Mas a nossa experiência com o The Contender [reality show de boxe] mostrou que não adianta muito. As pessoas até assistem, mas não tem a repercussão necessária. Brasileiro quer ver brasileiro em ação. Brasileiro não gosta de coisas legendadas. Então queremos trazer o TUF para cá, sim, com lutadores brasileiros. Mas são ideias diferentes. Uma não impede a outra.

O Canal Combate tem seu contrato com o UFC encerrando em 2011. Vocês querem mesmo pegar esse contrato para vocês?
Terence – Não é bem assim. Com essa história, fica parecendo que a Rede TV! é inimiga dos outros. Não é. A gente quer poder transmitir alguma coisa, algo que vai além do nosso acordo atual [21 dias depois dos eventos acontecerem], mas não é ter o contrato só para a gente. Vamos discutir uma melhor maneira. De repente passar um evento por um período, algo assim, não sei.

E a Rede TV! vai ser a grande parceria do UFC para trazer as lutas para o Brasil?
Terence – Também não é assim. As pessoas exageram, dizem que a Rede TV! vai trazer e coisas do tipo. Somos um parceiro do UFC e vamos dar todo apoio para que eles venham para cá. Na realidade, eles estarão aqui mesmo em 2011. Isso é certeza. Faltam alguns detalhes como saber onde vai ser isso. Agora eles já nos tratam como um mercado.

O que significa isso para o país?
Terence – Eles vão trazer revista do UFC para cá, licenciar produtos, vender coisas por aqui, vão criar um mercado por aqui, mesmo.

Fonte: www.abril.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...