VAGAS LIMITADAS!

Providências após morte no MMA



Depois da morte do lutador Michael Kirkham na Carolina do Sul, a indústria do MMA voltou novamente sua atenção para as exigencias do licenciamento de lutadores. Médico e colunista de um site especializado em MMA nos Estados Unidos, Dr. Johnny Benjamin, propos uma série de medidas que podem servir de diretrizes para as comissões atléticas que regulam o MMA atualmente.

Dentre outras, suas principais sugestões:

1) Número minimo de 15 lutas amadoras de MMA antes de estrear nas lutas de MMA profissionais (ao invés das seis atualmente exigidas), e analises técnicas e fisicas do lutador durante esse período do amadorismo;

2) Não licenciar nesse período o lutador que sustentar mais de três KO (nocaute) ou TKO (nocaute técnico);

3) Avaliação médica rotineira para incluir a varredura de Ressonância Magnética e incluir teste rotineiro de sangue (ou coágulo?) do cérebro (para encontrar aneurismas, etc.);

4) Testes sanguíneos rotineiros para detectar o uso de drogas com intuito de melhorar o rendimento;

5) Exigir peso minimo relativo á altura (??????).

O Dr. Benjamin afirmou que, os custos financeiros dessas novas exigencias, serão inferiores aos estragos que futuras mortes tragam à imagem do MMA e o valor de novas vidas. Ainda, disse que vai batalhar junto à comisão atlética da carolina do sul e demais comissões atléticas estaduais para validar essas propostas.

Fonte:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...