VAGAS LIMITADAS!

Nova entrevista c/ Martin Rooney


Arteriormente havíamos publicado entrevista com Martin Rooney neste Blog. Agora, extraímos trechos de sua última entrevista ressaltando sua mais nova obra: Ultimate Warrior Workouts. Livro de Preparação Física para Jiu-Jitsu, MMA, Submission e Grappling.

Na entrevista, Martin afirmou: "Meu objetivo com este livro é preservar as técnicas de treinamento físico com componentes utilizados no MMA para o futuro, e para demonstrar a maneira correta de treinar fisicamente esses componentes". Prosseguiu: "Para conseguir isso, eu passei os últimos dois anos viajando como os combatentes das antigas para a terra natal de cada arte marcial individual que eu acredito que é essencial para o arsenal de um lutador de MMA."

Seu livro, todo colorido, é recheado com centenas de segredos pouco conhecidos de todas as lutas, incluindo mais de 50 tipos de flexão na barra, dezenas de exercícios com kettlebell, novas formas de utilizar equipamentos tradicionais e conselhos valiosos sobre preparação psicológica, flexibilidade e nutrição.

E estas não são suas técnicas de treinamento padrão da academia. Rooney viajou para a Rússia, Tailândia, Brasil, Japão, Holanda e Estados Unidos, e além de estudar com grandes mestres, se esforçou para descobrir seus segredos no judô, karatê, jiu-jitsu brasileiro, a arte russa de luta (sambô), boxe, kickboxing, muay thai e wrestling - componentes de todas as artes que, praticamente, compõe o MMA.

"Ultimate Warrior Workouts " é a culminação de uma jornada épica. Mais de 1.000 fotos em cores revelam centenas de segredos descobertos ao longo de suas viagens, a partir das encostas do Monte Fuji - Japão, até as praias do Brasil e as ruas da Rússia." Veja o vídeo adiante no qual ele ressalta o livro:



Entrevista

O que de fato é o Furacão, no qual você afirma que é uma mistura muito intensa de treinamento de força e cardio que lhe permite manter a massa muscular?

Pelo Furacão, você consegue ter certeza de que um atleta está muito bom (de condicionamento), porque você está realmente correndo rápido na esteira e entra e sai em alta velocidade. Com um circuito, você pode exigir ainda mais no treinamento. Veja abaixo o vídeo exclusivo desse treinamento:



Então, agora você tem dois livros que são uma obrigação não só para atletas de MMA entrar em forma, mas também para quem quer estar em grande forma. Conte-nos sobre isso

São centenas de páginas não apenas de aptidão e de rotinas de treinamento e dieta, mas de cinco anos da minha vida. Pessoas que eu conheci e as amizades que eu desenvolvi, além de toda uma rede construída para ser capaz de fazer essas coisas acontecerem.

Eu quase sempre tenho desejo de viajar. Eu queria ver o mundo. Eu queria usar o meu conhecimento como um veículo para isso. Foi simplesmente fantástico. Por exemplo, na Rússia, eu não sabia o que esperar. Eu ainda tinha uma ideia da guerra fria que as pessoas ainda guardavam na memória, mas eles foram tão amigáveis.

Sim, este não foi apenas um livro de exercícios para mim. Tornou-se também um diário de viagem, onde eu comecei a experimentar a cultura, a comida. Eu tentei me esforçar para conseguir me comunicar em cada idioma. Para passar algumas semanas em algum lugar, você realmente precisa ter uma ideia do lugar. Se você vai em algum lugar por um dia ou para uma parada, você não pode dizer que, de fato, esteve lá. Minha regra é que você tem de ir lá por cerca de duas semanas, você tem que viver entre as pessoas, tem que comer o que tiver para comer, você tem de ir aonde forem, e ter senso de humor. Eles são abertos, mas até te conhecer, confiar em você, são fechados.

Fui para o Extremo Oriente, Leste Europeu, Europa Ocidental, Estados Unidos e América do Sul. Eu nunca trocaria isso por nada. Agora eu quero mais. Eu já estou pensando na próxima coisa. Como posso chegar a todos os lugares que eu não consegui ir? (risos)




Apesar de 'Ultimate Warrior Workouts ' ser um livro de exercícios, parece que o objetivo principal é apresentar cada arte marcial em suas raízes. Concorda?

Sim, com certeza. É uma tentativa de preservação. Eu amo o MMA, e eu não vou dizer nada de ruim sobre MMA, mas quase se pode dizer que é uma arte marcial própria e jovem agora. Entretanto, existem artes marciais há centenas de anos, que realmente viviam de acordo com os códigos de honra e disciplina baseadas em princípios, regras, costumes e comportamentos que acho que realmente é o que faz as artes marciais serem grandes e que muda a pessoa.

As artes marciais não se baseiam em bater em alguém. As artes marciais incidem sobre o auto-desenvolvimento. A única coisa que eu afirmo é: o MMA está crescendo em um ritmo acelerado. E o MMA talvez esteja passando mensagens que nem sempre são favoráveis aos valores tradicionais das artes marciais. No entanto, o MMA é uma fusão de todas as artes individuais. Eu não quero essas artes desapareçam em detrimento do MMA. Porque agora, já existem programas de aulas de MMA para crianças. Há outras coisas importantes na vida como reverência e ter os princípios de uma arte. Esses valores são importantes para a vida e um garoto vai carregar consigo quando ele estiver mais velho, sendo mais importantes do que ele ter aprendido mais jovem a socar alguém na boca, por exemplo.

Então essa foi a minha tentativa de preservação de mostrar às pessoas que não existem coisas incríveis sobre estas artes que eu não conhecia e isso é você vê no MMA, mas eu queria dar a eles um gostinho de filosofia porque é o que a gente sempre precisa no final. Eu realmente acho que atingi meu objetivo. Foram coisas que eu também aprendi. Eu não sabia que havia tal profundidade na filosofia do Muay Thai (Boxe Tailandês), Karatê ou Sambô. Cara, é muito profundo.

Eu queria ter a certeza de que daria para preservar. Quando vou nos eventos de MMA nos Estados Unidos, vejo as pessoas vaiando, xingando, eu vejo pessoas sedentas por sangue. Observo as palavras nas camisas dizendo "morte" e "raiva". Eu não estou satisfeito com isso. Isso é o que eu quero meus filhos assistindo? Não tem que ser assim.

E é por isso que eu gosto do Lyoto Machida. Se você olhar para todos os verdadeiros grandes campeões você vê esse respeito. Eu gosto de George St. Pierre. Ricardo Almeida se prostra para seus adversários, e ele se curva em respeito até depois das lutas. Eu acho que isso é muito mais poderoso do que amaldiçoa-los. Isso é apenas a minha opinião. Acho que teremos muito mais longevidade com honra e respeito do que com ódio e raiva.

O que mais me atraiu dentre os lutadores que eu trabalhei é que foram mestres no que eles fizeram, eles eram os mestres de si mesmos e, cara, eles estavam em paz. Esses caras eram legais e passaram suas vidas trabalhando apenas em determinadas coisas, mas ganharam muito com isso.

Não perca tempo e adquira o livro Ultimate Warrior Workouts - Preparação Física para Jiu-Jitsu, MMA, Submission e Grappling em uma promoção exclusiva clicando Aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...