VAGAS LIMITADAS!

Taekwondo: quem luta não briga



Ocorreu nas dependências do ginásio da Escola Superior de Educação Física (ESEF), o encerramento do Projeto “Taekwondo Inclusão Social - Quem luta não briga”, parceria entre a Secretaria Municipal de Educação e Desporto (SMED), ESEF e equipe Pelotas Fighter Team. Na ocasião, mais de 100 atletas e coordenadores do projeto comemoraram as vitórias do ano, com homenagens aos colaboradores do Projeto.

Segundo o superintendente de Desporto e Lazer, Paulo Coitinho, motivos não faltaram para a comemoração, pois os títulos e conquistas da equipe fizeram do ano de 2011 um dos melhores momentos do Taekwondo pelotense.

Ele cita como exemplos, a conquista do bicampeonato brasileiro e Copa do Brasil, pelo mestre e professor da rede municipal, Rossano Diniz; a conquista do primeiro lugar por equipe, de faixas pretas, na segunda etapa do Circuito Gaúcho FGT; seis vagas na seleção gaúcha 2012: Equipe A: Rossano Diniz, Samira Diniz, Ana Victória, Matheus Mendonça e Nicolas Silva, e Equipe B (reserva): Henrique Reis; inauguração do projeto, que através da superintendência do Desporto e Lazer e ESEF, oportunizaram mais de 400 novos praticantes de Taekwondo, de 7 a 14 anos, nas escolas e bairros da cidade, gratuitamente; prêmio Multiesporte, como melhor atleta de Taekwondo para o mestre Rossano Diniz (Adulto), Ana Victória (Infantil) e Mário Gomes (AtletaEspecial); novos graduados – Faixa Preta Segundo Dan: Matheus Mendonça, Nícolas Silva, Ana Victória e Henrique Reis; exame de graduação de Grão Mestre 6° Dan em Taekwondo, para Rossano Diniz, faixa preta mais graduado na região sul pela Fundação Gaúcha de Taekwondo (FGT) e Confederação Brasileira de Taekwondo (CBTKD), únicas afiliadas ao Comitê Olímpico Brasileiro (COB).

Durante o encerramento foram homenageados, representando a SMED, Paulo Coiitnho e Leticia Nunes; a coordenação de graduação da ESEF, representada pelo professor Fabrício Boscolo DellVecchio; empresa Plugzone, representada por Nazário de Souza, a diretora da EMEF Ferreira Vianna, Margarete Brum e pelo projeto Pelc/SMED, Eliane.

Conforme Coitinho, trata-se de uma iniciativa de inclusão social, que deverá oportunizar aos alunos participantes desta modalidade de luta, uma ocupação que possa distanciá-los das drogas e outros malefícios.

O projeto foi iniciado em julho, sendo que a primeira escola da rede a recebê-lo foi a EMEF Ferreira Viana, no Porto. A avaliação técnica dos atletas é feita conforme seu desenvolvimento em competições. O projeto prevê, ainda, a seleção de atletas para participarem do Projeto Taekwondo Treinamento de Alto Rendimento, em parceria com a Escola Superior de Educação Física (ESEF), sob Supervisão e Coordenação do professor e doutor Fabrício Boscolo e do mestre Rossano Diniz.

O público-alvo do projeto são alunos da rede pública municipal, em todas as faixas etárias. As aulas ocorrerão nos turnos da manhã e da tarde, separadas por faixa etária, com carga horária de 20 horas semanais. O responsável pelo projeto poderá contar com o apoio de monitores, de acordo com a demanda do projeto, que participarão de acordo com o combinado previamente com a SMED. As aulas serão divididas em duas categorias: aulas práticas, com treinamento físico, e aulas teóricas, com conscientização ética, regras e história do Taekwondo.

Como recursos materiais serão utilizados: sala para o treinamento, tatames, protetores, aparadores para chutes, raquetes, uniformes (dobock) e camisetas. A quantidade de materiais como camisetas, dobocks e proteções serão de acordo com a demanda de cada escola.

Fonte: BRUNO FERNANDES ANTUNEZ (Aluno de graduação em Educação Física UFPel e Membro do grupo de Estudos e Pesquisas em Treinamento e Desempenho Físico ESEF UFPel)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...