VAGAS LIMITADAS!

Boxe e Taekwondo: Petrobrás distribuirá até 18 milhões de reais


A Petrobras prevê destinar R$ 18 milhões neste ano sob a forma de patrocínio a cinco modalidades de esportes olímpicos que antes da iniciativa da estatal, lançada no final de 2010, nunca haviam contado com esse tipo de apoio. São elas: boxe, taekwondo, remo, esgrima e levantamento de peso.

Em 2011, o patrocínio somou R$ 12 milhões dos quais R$ 9 milhões a estatal pode deduzir do Imposto de Renda devido, por meio da Lei de Incentivo ao Esporte.

Neste ano, a companhia espera "abater" o máximo possível dos R$ 18 milhões previstos, mas o valor depende dos resultados financeiros da empresa, que determinam de quanto poderá ser a isenção fiscal, segundo Claudio Thompson, gerente de patrocínio esportivo da companhia.

O patrocínio vai até 2014 e o objetivo é preparar os atletas para a Rio-2016. A escolha das modalidades, diz, seguiu a recomendação de uma comissão técnica de ex-atletas e especialistas que apontaram esses esportes individuais como uma possível grande fonte de medalhas.

"Seguimos essa recomendação, mais por causa da comissão. Mas o programa é também uma parecia com o Ministério do Esporte".

A diferença do programa da Petrobras de outros é que o patrocínio não é dado às confederações, mas sim aos próprios atletas, que recebem bolsas mensais, plano de saúde, vales-transporte e alimentação, além de ter despesas de viagens pagas.

Os recursos são repassados à ONG Instituto Passe de Mágica, da ex-jogadora de basquete Paula Gonçalves, que repassa os benefícios aos atletas e organiza as viagens. A ONG foi a proponente do projeto no Ministério do Esporte, que tem de aprovar as propostas e permitir a isenção tributária.

A preparação da lista de atletas a serem apoiados, porém, é uma atribuição de cada uma das confederações. Os salários variam de R$ 1.250 a R$ 3.100, de acordo com o estágio profissional/esportivo de cada atleta.

Paula disse que a ideia inicial seria pagar até um valor maior, mas o Ministério do Esporte limitou o valor máximo ao mesmo pago pelo seu programa "Bolsa-Atleta".

"Nunca tivemos uma marca na camisa. Com o patrocínio, podemos ter contato com nossos adversários em competições internacionais", diz Diogo Silva do Taekwondo, quarto lugar nas Olimpíadas de Atenas-2004 e outro no Pan do Rio-2007.

A Petrobras apresentou na terça-feira 21 atletas apoiados pela companhia que vão aos Jogos de Londres-2012, que começam no final deste mês.

Fonte: Folhapress

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...