VAGAS LIMITADAS!

Mulheres e motivações p/ prática do Jiu-Jítsu




Um recente estudo foi publicado sobre as motivações que levaram mulheres atletas à prática do Jiu-Jítsu. A coleta dos dados foi realizada durante um Campeonato Brasileiro na cidade do Rio de Janeiro.

A amostra foi constituída de forma aleatória por vinte atletas do sexo feminino das três ultimas graduações da modalidade, assim distribuídas: faixa roxa (n=3), marrom (n=7) e preta (n=10).

Principais Resultados

* A primeira motivação apontada para iniciar a prática do jiu-jitsu foi o fato de gostar do jiu-jitsu com 18%, n=7 como o primeiro motivo e 5%, n=2 como segundo motivo, totalizando 24%. n=9 de indicações.

* A segunda motivação mais apontada foi ganhar títulos e troféus com 3%, n=1 sendo o primeiro motivo e 18%, n=7 como o segundo motivo, totalizando 21%, n=8.

* Como terceira motivação foi escolhida a vontade de tornar-se um atleta profissional com 10%, n=4 sendo o primeiro motivo e 8%, n=3 como o segundo motivo, totalizando 18%, n=7.

* Em quarto lugar foi escolhido por nossas entrevistadas o quesito manter a forma, por 8%, n=3 como o primeiro motivo e por 3%, n=1 como segundo motivo, totalizando 10%, n=4 das entrevistadas. Também foi indicado em quarto lugar para não ficar em casa: 3%, n=1como o primeiro motivo e 8%, n=3 como segundo, totalizando10%, n=4.

* Na quinta colocação foi escolhida à imposição dos pais, que foi indicada por 5%, n=2 das entrevistadas como primeiro motivo. Outro quesito que obteve a mesma classificação foi por ter amigos que lutam jiu-jitsu, este foi escolhido por 3%, n=1 como primeiro motivo e 3%, n=1 como segundo, totalizando, assim, 5%, n=2 das entrevistas.

* Em sexto lugar o motivo escolhido para praticar uma nova modalidade esportiva, recebeu 3%, n=1 como primeiro motivo. Nesta mesma posição foi apontado o quesito para fazer novos amigos com 3%, n=1 das entrevistadas indicando-o como segundo motivo.

Considerações finais

Os autores esperam que a pesquisa contribua para o mercado de trabalho na formulação das suas atividades pedagógicas bem como na administração e marketing de academias e políticas públicas para o desenvolvimento do Jiu-Jítsu.

Referência:

Nascimento, V.; Guimarães, G. Mulheres atletas e motivações para a prática do jiu-jitsu. EFDeportes.com, Revista Digital. Año 17, Nº 173, 2012.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...